Soldados nigerianos mataram ao menos 30 civis em ofensiva contra radicais do Boko Haram

O exército da Nigéria abriu fogo contra localidades na cidade de Maiduguri, um dos principais redutos do grupo extremista islâmico Boko Haram, matando ao menos 30 pessoas nesta segunda-feira, de acordo com relatos. Segundo a agência de notícias AP, todos eram civis.

Foto tirada por celular mostra a presença do exército nigeriano na cidade de Maiduguri
AP
Foto tirada por celular mostra a presença do exército nigeriano na cidade de Maiduguri

Essa é a segunda ofensiva de tropas nigerianas no norte do país, área tradicionalmente instável pela presença de militantes que querem impor a sharia - conjunto de leis morais e religiosas do Islã. No domingo, o exército havia noticiado a morte de cerca de 30 membros do Boko Haram em Damaturu, cidade próxima a Maiduguri.

De acordo com testemunhas no local, soldados abriram fogo de maneira indiscriminada, matando apenas civis. O ataque foi realizado logo após uma bomba ter sido detonada próximo a um posto militar na região, que deixou duas pessoas feridas.

Veja também: Estudantes são mortos em ataque perto de campus na Nigéria

"No começo, alguns soldados bateram em algumas pessoas, mas depois começaram a atirar em todo mundo e colocaram fogo em diversas casas", disse uma pessoa que não quis se identificar à rede AP. Nenhum oficial do exército nigeriano quis comentar o ataque.

Desde 2010, atentados orquestrados pelo grupo extremista Boko Haram mataram cerca de 1,4 mil pessoas na Nigéria. No último incidente registrado no país, ao menos 25 estudantes foram mortos em uma universidade de Mubi, no nordeste do país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.