No Twitter, Chávez e Capriles demonstram otimismo sobre eleição na Venezuela

Candidatos à presidência publicam mensagens animadas a partidários após início da votação em todo o país

iG São Paulo |

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez , e seu rival na eleição presidencial deste domingo, Henrique Capriles , usaram o Twitter para demonstrar otimismo após o início da votação.

Saiba mais: Veja o especial do iG sobre a Venezuela

AFP
Mulher balança bandeira da Venezuela enquanto eleitores fazem fila para votar em Santa Cruz de Tenerife

"Bendito seja, 7 de Outubro! Escreveremos outra página histórica sobre tuas horas!!", foi a mensagem mais efusiva de Chávez por meio de sua conta @chavezcandanga.

Em outras duas mensagens ele pediu que os eleitores votassem cedo, cumprimentou os cidadãos e fez uma pequena oração: "Começou a Batalha! Vamos com Deus e com Nossa Senhora do Rosário!".

Hugo Chávez: Presidente aposta em programas sociais para tentar reeleição

Henrique Capriles: Opositor aposenta discurso neoliberal para tentar derrotar Chávez

Capriles também escreveu mensagens religiosas em sua conta, @hcapriles: "Somos hoje milhões de Davis! Deus guie nosso caminho, Deus conosco sempre, quem obra sempre vai bem!".

Na reta final da campanha eleitoral, Capriles fez várias menções ao relato bíblico no qual Davi derrota Golias, identificando-se com o primeiro e deixando Chávez no papel do segundo. "Que Deus abençoe a cada um de vocês, suas famílias, nossa Venezuela! Que viva a Venezuela que hoje se expressará!", afirmou

"Hoje decidimos o futuro de nossa Venezuela, vamos todos votar pensando no que podemos e vamos ficar melhor, vote por ti", acrescentou o líder opositor. 

A expectativa é que 14 milhões de eleitores votam neste domingo. As mais de 39 mil zonas eleitorais foram abertas às 6h do horário local local (4h30m, hora de Brasília), quando filas já se formavam. Em Caracas, a capital venezuelana, os transportes públicos funcionam gratuitamente neste domingo, para facilitar o acesso dos eleitores aos centros de votação.

Monitoram as eleições 3.435 observadores internacionais, inclusive três brasileiros - o assessor de Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, convidado pelo governo venezuelano, o alto representante do Mercosul, Ivan Ramalho, e o diplomata Clemente Baena Soares, do Departamento de América do Sul do Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty.

A votação vai até pelo menos as 18h locais (16h30 de Brasília).

Com EFE, Agência Brasil e BBC

    Leia tudo sobre: eleição na venezuelavenezuelachávezcapriles

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG