Polícia francesa mata suspeito de terrorismo e prende sete

Operação realizada por esquadrão antiterrorismo apreendeu armas, dinheiro e testamentos

iG São Paulo |

A polícia da França conduziu uma mega-operação neste sábado contra um grupo de jovens islâmicos suspeitos de terem participado de atos terroristas em setembro. As autoridades afirmaram que uma pessoa foi morta após disparar contra agentes franceses e outras sete pessoas foram presas nas cidades de Nice, Strasbourg e Cannes.

Jeremy Sydney, que feriu levemente três policiais com tiros antes de ser morto, estava sendo investigado desde o atentado contra uma escolda judaica que chocou a França no início do ano. 

AP
Agentes deixam apartamento de suspeito de atos terroristas em Strasbourg, na França

As autoridades locais haviam identificado seu DNA em uma granada que explodiu em um mercado kosher no início de setembro, durante um protesto contra a publicação por uma revista de Parisde charges que ridicularizavam o profeta Maomé. Ao todo, os agentes franceses apreenderam armas, uma grande quantia de dinheiro e uma lista com associações israelenses baseadas na capital do país. Quatro suspeitos já haviam preparado seus testamentos.

Todos os detidos na operação eram cidadãos franceses, com idade entre 19 e 25 anos, e haviam sido convertidos ao Islã recentemente. "As apreensões dão uma ideia do que seriam os planos dessa célula terrorista", afirmou Eric Voulleminot, um oficial do esquadrão antiterrorismo da França.

A polícia francesa evitou fazer associações entre os jovens presos neste sábado com Mohamed Merah, origem argelina, que organizou um atentado contra uma escola judaica em março que deixou quatro mortos.

    Leia tudo sobre: françaterrorismomohamed merah

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG