Menor taxa de desemprego desde 2009 é alívio para Obama após debate fraco

Gráfico mostra quantas vagas foram criadas e perdidas durante o mandato do presidente americano, que enfrenta Mitt Romney nas urnas em novembro

iG São Paulo |

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recebeu uma boa notícia nesta sexta-feira, após uma semana de campanha difícil marcada pelo desempenho ruim no primeiro debate presidencial. De acordo com o Departamento de Trabalho dos EUA, a taxa de desemprego do país caiu para 7,8% em setembro , o menor índice desde 2009.

O relatório desta sexta-feira quebra uma "barreira psicológica" importante antes da eleição de 6 de novembro: nenhum presidente americano foi reeleito com taxa de desemprego acima de 8% desde a Grande Depressão.

Saiba mais: Acompanhe a cobertura completa das eleições nos EUA

A expectativa dos economistas era de que a taxa aumentasse em relação a agosto, quando ficou em 81,%. Foram criadas 114 mil vagas em setembro e uma revisão dos números anteriores mostrou que o número de empregos criados durante o ano é maior do que se pensava: 86 mil postos não tinham entrado na conta.

"Hoje, acredito que, como nação, estamos caminhando para frente de novo", disse Obama, durante comício na Virgínia. O rival de Obama na eleição, Mitt Romney , afirmou que uma taxa de desemprego de 7,8% "não é a cara de uma recuperação real".

Veja a evolução do emprego nos EUA durante o mandato de Obama:


    Leia tudo sobre: eleição nos euaeuaobamaromneyempregodesemprego

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG