Chávez e Capriles fecham campanha em grandes atos e com promessas de vitória

Candidatos fazem últimos eventos eleitorais antes da votação presidencial da Venezuela, que acontece neste domingo

iG São Paulo |

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez , e o candidato da oposição, Henrique Capriles , encerraram nesta quinta-feira suas respectivas campanhas eleitorais com grandes atos, nos quais reafirmaram suas promessas de vitória nas eleições de domingo.

O presidente liderou um ato em Caracas marcado pela chuva e limitou seu discurso a 30 minutos, enquanto o opositor percorreu três Estados e encerrou sua campanha com um pronunciamento diante de seus seguidores em Barquisimeto, a 350 quilômetros da capital.

"Eu não lhes faltarei, serei fiel para sempre ao povo da Venezuela, à vida da Venezuela, à juventude venezuelana", prometeu Chávez diante de milhares de pessoas reunidas no centro da capital.

Saiba mais: Veja o especial do iG sobre a Venezuela

AP
Capriles faz evento de campanha em Barquisimeto, Venezuela (04/10)

Após um périplo que começou na segunda-feira em sua cidade natal, Sabaneta, e depois continuou pelos estados de Barinas, Cojedes, Yaracuy, Aragua e Carabobo, o presidente venezuelano, de 58 anos, afirmou que "há um só grito que se escuta por toda a Venezuela: ganha Chávez em 7 de outubro".

"Esta avalanche bolivariana que vem percorrendo o país nas últimas semanas, nos últimos dias, agora tem que ser transformada em uma avalanche de votos no próximo domingo", disse.

Após admitir que "sem dúvida" cometeu erros, perguntou aos seus seguidores o que faltou. "Por acaso Chávez se vendeu à burguesia? Por acaso Chávez se deixou dobrar pelo imperialismo?", perguntou. "Viva a Venezuela livre, viva o 7 de outubro", gritou o governante, que busca sua terceira reeleição.

Capriles liderou atos nos Estados de Cojedes, Apresse e Lara, em cuja capital pediu aos venezuelanos que votem pensando em suas famílias. "É a hora do futuro, é a hora de avançar e o senhor não vai deter o avanço deste povo", declarou Capriles, se referindo a Chávez.

Capriles disse ainda que "acabou a energia" do atual presidente. "Quatroze anos são suficientes, 20 são muitos", afirmou sobre seu rival, que já está há 14 anos no poder e luta por mais seis.

"Presidente Chávez, o senhor foi sem dúvida alguma um grande adversário, o senhor abusou de sua função, o que se passa é que para mim isto sempre foi uma luta espiritual, para mim isto foi desde o primeiro momento a luta de Davi contra Golias. Ganhou Davi e aqui está Davi, acompanhado de milhões de Davis", exclamou.

"Presidente Chávez, em nome de nosso povo, lhe dou o obrigado pelo bem que o senhor possa ter feito. E pelo o que o senhor tenha deixado de fazer, a história se encarregará de julgá-lo", acrescentou.

Enquanto isso, continuam os preparativos para as eleições. As autoridades eleitorais lembraram que os resultados do domingo serão divulgados quando a tendência do voto for irreversível e portanto não há uma hora prevista.

Com AFP

    Leia tudo sobre: eleição na venezuelavenezuelachávezcapriles

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG