Mustafa Abushagur, eleito após a queda de Muamar Kadafi, desiste de nomeações enviadas ao Congresso Nacional do país

O premiê eleito da Líbia, Mustafa Abushagur, disse nesta quinta-feira que estava retirando a sua lista com sugestões para formar um novo governo, apenas um dia depois de enviá-la para a aprovação do Congresso Nacional.

Porta-voz do Congresso Nacional da Líbia fala à imprensa internacional
AP
Porta-voz do Congresso Nacional da Líbia fala à imprensa internacional

Discursando na TV líbia, Abushagur disse que pretende mudar algumas nomeações e afirmou ao Congresso que quer anunciar a nova lista no fim de semana. "Entregarei uma nova lista no domingo", disse Abushagur.

Mais cedo, manifestantes que acreditam que sua cidade não está bem representada no novo governo sugerido invadiram a assembleia nacional, forçando o cancelamento da sessão que analisaria a lista.

Veja também: Líbios entregam armas em esforço nacional de desarmamento

A maioria das pessoas que realizaram o protesto eram de Zawiya. O episódio mostra a dificuldade que o país vem tendo em lidar com diversas lideranças tribais e de grupos que participaram na queda do ex-ditador Muamar Kadafi. A lista apresentada por Abushagur era composta por uma maioria de políticos tecnocratas oriundos das maiores cidades da Líbia. A aliança formada por partidos liberais conduzida pelo ex-primeiro-ministro Mahmoud Jibril não está representada.

Com Reuters e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.