Operação militar mata 30 supostos talibãs no Afeganistão

Ataque aconteceu na província de Wardak e cerca de 30 rebeldes foram detidos

EFE |

EFE

Mais de 30 supostos insurgentes e um soldado afegão morreram no transcurso de uma operação a cargo das forças afegãs e internacionais na província de Wardak, informou nesta quinta-feira a missão da Otan no Afeganistão (Isaf).

Leia também:  Ataque suicida contra patrulha da Otan deixa 14 mortos no Afeganistão

A operação se desenvolveu durante seis dias no distrito de Chaki Wardak e foi concluída nesta quarta-feira, assegurou em sua nota a Isaf, que informou que cinco dos insurgentes eram "líderes talibãs" na região.

Participaram da operação comandos afegãos e forças especiais da Isaf, assim como a Polícia e o Exército afegãos, e cerca de 30 rebeldes foram detidos. "Um soldado afegão morreu durante a operação e um civil ficou ferido por disparos de armas leves dos insurgentes. As forças conjuntas proporcionaram ajuda imediata à vítima e a levaram a um centro médico", informou a Isaf.

Conflito: Dois norte-americanos morrem em confuso tiroteio no Afeganistão

Embora esteja longe das principais fortificações talibãs, a província de Wardak é constantemente assolado por ações armadas dos insurgentes, que contam com uma grande rede de apoio na região.

    Leia tudo sobre: afeganistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG