Polícia do Irã enfrenta manifestantes em protesto sobre moeda

Participantes de manifestação acusam Ahmadinejad de ser responsável por colapso do rial, que registrou baixas recordes

Reuters |

Reuters

A polícia de choque iraniana entrou em confronto nesta quarta-feira com manifestantes e operadores de casas de câmbio que protestavam na capital Teerã pelo colapso da moeda do país, que perdeu um terço do valor em relação ao dólar em uma semana, disseram testemunhas.

Leia também:  A hmadinejad culpa EUA por forte queda de moeda iraniana

AFP
Policiais iranianos são vistos perto de lixo incendiado por manifestantes em Teerã

A polícia usou gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes, revoltados com a queda no valor do rial iraniano. Os manifestantes gritaram palavras de ordem contra o presidente Mahmoud Ahmadinejad, dizendo que suas políticas econômicas tinha provocado a crise econômica.

O rial tem registrado baixas recordes contra o dólar quase diariamente, como resultado de sanções econômicas ocidentais impostas sobre o polêmico programa nuclear do Irã que reduziram a receita do país com a exportação de petróleo e prejudicaram a capacidade do banco central de sustentar a moeda.

Leia também: Banco é multado em US$ 340 milhões por esquema com o Irã

Iranianos em pânico correram para comprar moedas fortes, derrubando a cotação do rial. Com a taxa de inflação oficial do Irã perto dos 25%, a fraqueza da moeda está prejudicando os padrões de vida e ameaça agravar uma recente onda de cortes de emprego no setor industrial.

O maior mercado de Teerã foi fechado nesta quarta-feira, disseram testemunhas. Um comerciante que vende bens de consumo disse à Reuters que a instabilidade do rial estava impedindo os lojistas de fazer seus preços.

O funcionário do mercado Ahmad Karimi Esfahani disse à uma agência de notícias iraniana que o local tinha sido fechada por preocupação com a segurança dos lojistas, mas vai reabrir na quinta-feira.

    Leia tudo sobre: irãrialdólareuasançõesahmadinejad

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG