Ataque aconteceu na região de Darfur e deixou outros oito soldados nigerianos feridos

Pelo menos quatro soldados nigerianos, todos integrantes da missão conjunta da ONU e da União Africana na região sudanesa de Darfur, morreram na noite de ontem em uma emboscada, informaram as autoridades nesta quarta-feira.

Em comunicado, a missão da ONU assinalou que outros oito integrantes da patrulha nigeriana também ficaram feridos no ataque, mas, no entanto, não apontou quem seriam os supostos autores desta ação.

Soldados das Nações Unidas cercam caminhonete atingida em emboscada no Sudão
AP
Soldados das Nações Unidas cercam caminhonete atingida em emboscada no Sudão

A emboscada foi realizada somente a dois quilômetros de uma das sedes do exército das Nações Unidas, baseada na cidade de Al Genina, capital de Darfur do Oeste, na fronteira com Chade. De acordo com dados oficiais, 16 mil soldados de vários países africanos e europeus integram as  forças de paz na região.

De 2008 até janeiro de 2012, pelo menos 35 soldados morreram em diferentes ataques e acidentes, segundo a ONU.

Saiba mais: Entenda o conflito na região de Darfur

O conflito de Darfur começou em janeiro de 2003, quando dois grupos armados se rebelaram contra o governo de Cartum pela situação de pobreza na qual essa região se encontrava imersa. Desde então, cerca de 300 mil pessoas morreram e pelo menos 2,5 milhões se viram obrigadas a abandonar suas famílias, segundo dados das Nações Unidas.

Com EFE e BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.