Ex-jogador de futebol americano John Elway, lendário nome do time local, participa de evento de campanha do republicano na cidade

Reuters

O candidato republicano à presidência dos EUA, Mitt Romney, chegou na noite de segunda-feira a Denver, dois dias antes do seu primeiro debate contra o presidente Barack Obama, e recebeu o apoio do ex-jogador de futebol americano John Elway, lendário nome do Broncos, o time local.

Galeria de fotos: Veja momentos informais da campanha presidencial nos EUA

Leia também: Obama e Romney se preparam para primeiro debate presidencial

Saiba mais: Veja em quem as celebridades vão votar nos EUA

Ex-jogador do Denver Broncos John Elway participa de evento de campanha de Romney em Denver (01/10)
AFP
Ex-jogador do Denver Broncos John Elway participa de evento de campanha de Romney em Denver (01/10)

Elway fez um breve discurso apresentando Romney a cerca de 5 mil apoiadores num comício, e inflamou a multidão ao citar a vitória de domingo do Broncos sobre o Oakland Raiders. "Devo dizer que hoje é um dia muito bom, não só pelo que aconteceu ontem, mas porque tenho a oportunidade de lhes apresentar o próximo presidente dos Estados Unidos, o (ex-)governador Mitt Romney", disse Elway.

Na sua vez de falar, Romney disse que os debates presidenciais de outubro são importantes não por causa de quem ganha ou perde. "Esses debates são uma oportunidade para que cada um de nós descrevamos o caminho que escolheríamos para a América."

Elway, bicampeão do Super Bowl e hoje vice-presidente-executivo do Broncos, fez neste ano a máxima contribuição financeira permitida para Romney. Em 2008, ele já havia apoiado o candidato republicano, John McCain, que foi derrotado pelo democrata Obama.

O comício de segunda-feira foi o primeiro ato público de Romney desde a sexta. Ele passou o fim de semana inteiro se preparando para o debate da quarta. Seu assessor Kevin Madden disse a jornalistas que o foco foi se acostumar a enfrentar um único adversário, e não vários, como ocorreram nos debates na fase das eleições primárias do Partido Republicano.

"Só haverá uma pessoa no palco que já fez três debates frente a frente, com transmissão nacional de TV, num formato de eleição geral", disse Madden. "É o presidente Obama (na campanha de 2008). O governador Romney não fez. Então a gente tenta se acostumar com isso."

Romney aparece atrás de Obama nas pesquisas de intenção de voto, e analistas dizem que o debate será crucial para que ele tenha chances de vitória. Mas Madden buscou minimizar as expectativas.

"Não acho que um só evento vá alterar dramaticamente a corrida", disse ele. "Acho que vamos continuar fazendo o que pudermos para fazer esta corrida, mantê-la acirrada e estar em posição de vencer no dia da eleição."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.