Autoridades americanas dizem que política de sanções causaram desvalorização recorde

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou nesta terça-feira que as nações ocidentais, em especial os Estados Unidos, são os responsáveis pela forte desvalorização da moeda iraniana. Na última semana, o rial atingiu o seu menor valor com relação ao dólar na história do país. O ministro das Indústrias, Mehdi Ghazanfari, acusou "especuladores" pela queda.

Homem segura notas do rial, moeda iraniana
AP
Homem segura notas do rial, moeda iraniana

Em resposta às acusações, autoridades ligadas ao governo de Washington disseram que a desvalorização da moeda é reflexo das fortes sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos para minar o programa nuclear comandado por Ahmadinejad.

"Nós não vamos desistir do nosso programa nuclear", afirmou o líder iraniano em uma coletiva de imprensa em Teerã. "Se alguns países pensam que podem pressionar o Irã, eles estão completamente errados e precisam mudar de comportamento".

Desde 2011, quando os Estados Unidos intensificou suas sanções econômicas ao país, o rial perdeu cerca de 80% de seu valor perante o dólar. Somente nesta semana, a moeda teve queda de 18% na segunda-feira e 9% hoje.

As medidas econômicas contra o Irã têm apoio de países da União Europeia e Israel, que duvidam da natureza pacífica do programa nuclear de Ahmadinejad.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, tem intensificado sua tradicional retórica belicista e pediu para que a ONU coloque um limitecontra os desejos de enriquecer urânio do Irã.

Com BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.