Naufrágio de balsa deixa ao menos 36 mortos em Hong Kong

Balsa transportava mais de 121 passageiros e teria se chocado com um rebocador

iG São Paulo | - Atualizada às

Pelo menos 36 pessoas morreram, 40 feridos foram levados a hospitais da região e mais de 12 estão desaparecidas por causa do naufrágio de uma balsa que transportava mais de 121 passageiros e se chocou com um rebocador na noite de segunda-feira (hora local) ao sul de Hong Kong.

Mais de cem pessoas já foram retiradas da água nos arredores de Lamma, uma ilha ao sul de Hong Kong, muito frequentada por turistas e residentes estrangeiros, segundo uma porta-voz do governo local.

AP
Balsa é rebocada por equipe após colisão no sul de Hong Kong

A Autoridade Hospitalar disse que oito mortes foram confirmadas, mas que não foi possível identificar as vítimas nem dizer quantas eram adultas ou crianças.

A balsa, pertencente à companhia elétrica local, levava funcionários e seus familiares para assistirem no mar a uma queima de fogos no porto de Victoria. A embarcação afundou rapidamente.

Yuen Sui-see, diretor de operações da empresa, disse que a colisão aconteceu minutos depois de a balsa deixar o cais, e que o rebocador fugiu sem prestar socorro.

O acidente ocorreu durante um feriado prolongado em Hong Kong, que celebra o festival do outono e a data nacional chinesa, na segunda-feira.

Naufrágio rápido

Testemunhas afirmaram que o barco afundou rapidamente após a colisão com outra embarcação. A companhia de eletricidade Hong Kong Electric confirmou à BBC que era proprietária do barco que naufragou.

Ele levava funcionários e familiares para assistir aos fogos em Victoria Harbour, um dos pontos mais conhecidos da cidade. A outra embarcação era uma balsa operada pela Hong Kong and Kowloon Ferry, com cerca de cem pessoas a bordo.

A colisão ocorreu por volta das 20h30 de segunda-feira (9h30 de Brasília). Segundo a correspondente da BBC em Hong Kong Juliana Liu, a baixa visibilidade e os obstáculos no mar podem ter dificultado a saída dos passageiros do barco naufragado.

Um passageiro relatou o ocorrido ao jornal local The South China Morning Post :"Após dez minutos de viagem, um barco bateu na parte de trás em alta velocidade. O barco... começou a afundar. De repente, eu estava dentro d'água". "Eu nadei e tentei agarrar uma boia", afirmou o homem. "Não sei onde estão meus dois filhos."

Testemunhas disseram que a embarcação afundou rápido. "Em dez minutos, o barco tinha afundado. Tivemos de esperar mais 20 minutos pelo resgate", disse outro homem.

O porto de Hong Kong é um dos mais movimentados do mundo, mas há poucos registros de acidentes com transporte de passageiros na região.

Com Reuters e BBC

    Leia tudo sobre: chinahong kongnaufrágio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG