Em clima de tensão, Japão e China celebram 40 anos de relações bilaterais

Data foi marcada pela ausência de atos comemorativos, em um momento em que laços bilaterais entre os países vivem péssimo momento graças à disputa por ilhas Diaoyu/Senkaku

EFE |

EFE

A normalização de relações diplomáticas entre Tóquio e Pequim completou neste sábado (29) 40 anos em um ambiente marcado pela ausência de grandes atos comemorativos no Japão, em um momento em que os laços bilaterais vivem seu pior momento em muitos anos graças à disputa territorial pelas ilhas Diaoyu/Senkaku.

Leia também: A niversário de invasão intensifica tensão entre Japão e China por ilhas

Leia mais: Bo Xilai é expulso do Parlamento chinês

O jornal de maior vendagem no Japão, o "Yomiuri Shimbun", destacou em seu editorial o momento diplomático ruim e péssimas consequencias econômicas da crise. As tensões diplomáticas entre China e o Japão começaram depois que Tóquio adquiriu de um empresário privado três ilhas do arquipélago Diaoyu/Senkaku, controlado de fato pela administração japonesa mas que Pequim reivindica há décadas.

Reuters
Disputa entre Japão e China por ilhas é destaque em jornal chinês: 40 anos da normalização da relação entre os dois países são celebrados em momento tenso

Os chanceleres de ambos os países se reuniram na terça-feira passada em Nova York em uma tentativa de aliviar a tensão, mas o ambiente quase não melhorou entre Tóquio e Pequim, que adiou na quinta-feira um ato oficial para comemorar o 40ª aniversário da normalização das relações entre as duas nações.

Leia mais: China envia barcos de patrulha para ilhas disputadas com Japão

Além disso, uma delegação de empresários japoneses, liderados pelo presidente de honra de Toyota Motor, Fujio Cho, adiou uma visita que faria à China.

Desde que o ex-primeiro-ministro do Japão Kakuei Tanaka e seu colega chinês na ocasião, Zhou Enlai, normalizaram relações em 29 de setembro de 1972, ambos os países ampliaram seus laços, sobretudo no setor econômico, com um volume de comércio bilateral que se multiplicou por mais de 300 desde então.

A China se transformou no principal destino das exportações japonesas (em torno de 20% do total) e ambas economias trocaram no ano passado mercadorias no valor de cerca de US$ 345 bilhões.

    Leia tudo sobre: japãochinadiplomaciadisputailhas diaoyu senkaku

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG