Juiz suspende extradição de clérigo radical muçulmano para os EUA

Corte britânica espera exame de recurso apresentado dois dias depois de Corte Europeia de Direitos Humanos dar sinal verde para a entrega de Abu Hamza

iG São Paulo | - Atualizada às

Um juiz britânico suspendeu nesta quarta-feira a extradição do clérigo radical islâmico Abu Hamza para os Estados Unidos, à espera do exame de um recurso apresentado dois dias depois de a Corte Europeia de Direitos Humanos (CEDH) dar sinal verde para a entrega.

Leia também:  Clérigo radical muçulmano Abu Hamza recorre de extradição para os EUA

Reuters
Foto de 1999 mostra Abu Hamza al-Masri em conferência em Londres

Uma porta-voz do Departamento Judicial Britânico afirmou que um juiz da Alta Corte de Londres emitiu mandados provisórios para examinar os pedidos apresentados por Abu Hamza e Jaled al Fawwaz, outro islamita requisitado pelas autoridades americanas por supostas atividades terroristas.

As datas do exame ainda não foram fixadas, mas a porta-voz disse que o juiz pediu urgência.

O ministério do Interior britânico declarou que sua intenção é entregá-los o quanto antes possível aos Estados Unidos.

De origem egípcia, Abu Hamza, que foi detido no Reino Unido em maio de 2004, é requisitado pelas autoridades americanas, que querem julgá-lo principalmente por sua participação nos sequestros de 16 turistas ocidentais no Iêmen, quatro dos quais morreram.

Com AFP

    Leia tudo sobre: abu hamzaterrorismoextradiçãoreino unidoeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG