Ataque suicida no centro da capital da Somália mata ao menos 14 pessoas

Atentado terrorista atingiu um movimentado restaurante; jornalistas e políticos entre as vítimas

iG São Paulo |

Um atentado suicida deixou ao menos 14 mortos na capital da Somália, Mogadíscio, nesta quinta-feira. Testemunhas locais afirmam que a explosão ocorreu próxima a um restaurante no centro da cidade, em frente ao Teatro Nacional. Até o momento nenhum grupo extremista assumiu a autoria do ataque. Esta é a segunda ação terrorista no país desde que o novo presidente Hassan Sheikh assumiu o poder.

AP
Imagem mostra carro destruído no primeiro atentado durante o governo de Hassan Sheikh

Em entrevista à agência de notícias Associated Press, o comandante da polícia somalí, Mohammed Dehair, afirmou que entre as vítimas, estariam jornalistas e políticos da Somália. O restaurante, muito popular entre os estrangeiros que trabalham no país, estava lotado durante a ação.

Os indícios levam a crer que o ataque suicida foi organizado pelo grupo Al-Shabab, que luta contra o governo somali há cinco anos. A rede terrorista é responsável pelo último atentado que ocorreu na capital Mogadíscio, na última semana, que teve como alvo o presidente recém-eleito Hassan Sheikh.

Ofensiva

Autoridades somalí revelaram detalhes das operações realizadas próximas à cidade de Kismayo, no sul do país, tradicional reduto do grupo islâmico Al-Shabab, aliado da rede Al-Qaeda. De acordo com relatos divulgados nesta semana, extremistas fugiram da região em caminhonetes, em direção à fronteira com o Quênia.

Em resposta aos dados divulgados pelo governo, o porta-voz do Al-Shabab refutou as informações e disse que as atividades do grupo seguem "normalmente" na região.

Com AP e BBC

    Leia tudo sobre: somáliaal-shababhassan sheikh

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG