Obama recebe Suu Kyi e derruba parte das sanções contra Mianmar

Líder do partido da oposição recebeu a maior premiação do congresso americano

iG São Paulo |

Líder do partido da oposição em Mianmar, Aung San Suu Kyi, em visita a Washington, recebeu  a maior premiação agraciada pelo Congresso dos Estados Unidos: a Medalha de Ouro. Ainda nesta quarta-feira, o governo americano também anunciou que irá abandonar algumas das fortes sanções impostas ao país asiático. Após a cerimônia, ela participou de uma reunião com o presidente Barack Obama.

AP
Opositora Suu Kyi se reúne com o presidente Barack Obama na Casa Branca

Suu Kyi, laureada com o Prêmio Nobel da Paz este ano, disse que hoje era um dos "dias mais felizes de sua vida". "Os laços de amizade que se formam entre cidadãos americanos e os amantes da democracia em Mianmar compensam os vários anos de sofrimento pelos quais passamos", disse a opositora durante a cerimônia.

A líder birmanesa aproveitou também para alertar que, embora avanços estavam sendo feitos, havia ainda muita gente excluída desse processo em Mianmar. "Ainda há muitas dificuldades pela frente, mas estou convicta de que vamos vencer todos os obstáculos", concluiu.

Leia também: Obama anuncia 'novo capítulo' nas relações dos EUA com Mianmar

Ainda hoje, uma comissão do congresso americano derrubou as sanções econômicas impostas pessoalmente ao presidente de Mianmar, Thein Sein. Alémdele, outro beneficiado foi Thura Shwe Mann, principal representante do parlamento birmanês.

O presidente Thein Sein, em Nova York para participar da Assembleia Geral da ONU, já havia pedido a todos os países que abandonem todas as sanções impostasa Mianmar. A nação asiática vem, aos poucos, tomando medidas que visam maior liberdade individual e política.

Abertura

O governo de Mianmar anunciou na segunda-feira a libertação de mais de 500 presos , incluindo detidos políticos e alguns estrangeiros. Um boletim do governo anunciando a anistia na televisão estatal não deixou claro quantos prisioneiros políticos serão beneficiados, mas acredita-se que eles cheguem a quase 50.

Com BBC

    Leia tudo sobre: mianmarsuu kyieuanobel da paz

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG