Menina que sobreviveu a chacina nos Alpes deixa hospital francês

Zainab Al-Hilli, de 7 anos, foi encontrada por um ciclista junto aos corpos dos pais e da avó

iG São Paulo |

A menina que sobreviveu ao assassinato dos país e da avó na região dos Alpes deixou o hospital na França, onde estava sendo tratada desde a última semana. Zainab Al-Hilli, de 7 anos, é a principal testenhuma para o crime que chocou o Reino Unido e ainda permanece um mistério. Até o momento, ela não foi interrogada sobre o episódio pois ainda apresentava saúde debilitada.

Zainab, que foi espancada e levou um tiro nas costas, passou vários dias em coma induzido na França. Ela foi encontrada por Brett Martin, um ciclista que passava pela cena do crime e levada para o hospital no dia 5 de setembro.

AP
Policiais caminham por área próxima à casa de britânico morto na França (arquivo)

De acordo com as autoridades francesas, a maioria das respostas para os motivos da chacina está no condado de Surrey, no Reino Unido, onde a família de origem iraquiana vivia. "Queremos cooperar e não haverá problemas de jurisdição", afirmou o promotor Eric Maillaud.

O pai de Zinab, Saad al-Hilli, nasceu em Bagdá em 1962 e foi naturalizado cidadão britânico após décadas vivendo em cidades próximas de Londres.

Motivo

Promotores que investigam o assassinato de membros de uma família britânica nos Alpes franceses trabalham com a hipótese de que uma disputa familiar por dinheiro pode ter sido o motivo do crime.

"Parece que havia uma disputa por dinheiro entre dois irmãos. Isso parece ser uma informação confiável vinda da polícia britânica", disse Maillaud.

A polícia da França também relatou que apenas uma arma foi usada no assassinato de uma família britânica e um ciclista nos Alpes. De acordo com as autoridades, todos 25 disparos foram feitos de uma pistola 765 semiautomática.

    Leia tudo sobre: alpesassassinatofrançareino unido

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG