Grupo assume autoria do ataque que matou oito pessoas em um hotel na capital Mogadíscio

O novo presidente da Somália recém-eleito, Hassan Sheikh Mohamud, e o primeiro-ministro do Quênia escaparam ilesos de um atentado nesta quarta-feira. O ataque foi realizado por um terrorista suicida próximo a um hotel na capital Mogadíscio, quando ambos participavam de uma coletiva de imprensa. Pelo menos oito pessoas morreram.

Novo presidente da Somália escapou ileso
AP
Novo presidente da Somália escapou ileso

A autoria do atentado, realizado apenas dois dias após a eleição de Mohamud, foi assumida pelo grupo terrorista Al Shabab. Há pelo menos 20 anos o país sofre com disputas violentas entre diversas facções islãmicas.

"Somos nós os envolvidos nas explosões realizados no hotel de Mogadíscio", disse o porta-voz das operações militares da Al Shabab. "Foi uma operação bem planejada pelos nossos mujahideen (combatentes radicais islãmicos", completou.

Com Reuters e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.