Ministro da Defesa do Iêmen escapa de atentado

General Muhammad Nasir Ahamd sobrevive à explosão que deixou ao menos 12 mortos na capital do país, Sanaa

iG São Paulo |

O ministro da Defesa do Iêmen sobreviveu a um atentado nesta terça-feira, que deixou ao menos 12 mortos. Testemunhas disseram que a explosão ocorreu quando o comboio do general Muhammad Nasir Ahamd saía de uma reunião no gabinete do primeiro-ministro na capital, Sanaa.

O ministro do Interior, Abdul Qader Qahtan, disse à TV estatal que sete guarda-costas e cinco civis morreram, e outras 12 pessoas ficaram feridas. A explosão atingiu um carro que transportava seguranças. Ahmad, que estava em outro carro, blindado, escapou ileso, segundo assessores.

AP
Policiais trabalham em local de explosão na capital do Iêmen


"Um carro com uma armadilha explosiva aguardava pela comitiva do ministro perto dos escritórios do governo, e assim que (a comitiva) se moveu ele explodiu", disse uma fonte do setor de segurança à Reuters. "Um carro da segurança ficou totalmente destruído, e todos os seus ocupantes foram mortos, mas o ministro sobreviveu porque seu carro é blindado."

Ninguém assumiu a autoria do atentado, ocorrido após a morte do vice-líder do braço local da Al-Qaeda, Said al-Shehri .

A Al-Qaeda culpa o ministro por liderar uma campanha de ataque aos pontos fortes do grupo no sul do Iêmen, uma área que tornou-se um crescente motivo de preocupação para os Estados Unidos em sua campanha contra os militantes islâmicos.

Autoridades dizem que esse foi o quarto atentado contra o ministro da Defesa desde dezembro, quando o presidente Ali Abdullah Saleh renunciou para dar lugar a um novo governo.

Com Reuters

    Leia tudo sobre: iêmenal-qaedasanaa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG