Israel adianta transferência mensal de dólares para sanar crise na Palestina

Primeiro-ministro israelense emitiu a medida para conter manifestações na Cisjordânia

iG São Paulo |

Israel ordenou a transferência antecipada de cerca de 63 milhões de dólares (mais de 127 milhões de reais) para amenizar a grave crise financeira da Autoridade Palestina, nesta terça-feira. De acorco com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, o adiantamento foi arrecadado em impostos.

"O primeiro-ministro coordenou esta medida com os palestinos por intermédio de seu emissário especial, Yitzhak Molcho", segundo um comunicado oficial emitido por Israel.

Leia mais: Israel insiste, mas EUA se negam a impor ultimato ao programa nuclear do Irã

A medida foi tomada após o primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad, ter reduzido diversos impostos na região, além do preço do combustível. Na semana passada, diversos protestos contra o alto custo de vida tomaram conta da Cisjordânia. Com a crise, a administração local também ficou impossibilitada de pagar os salários de milhares de funcionários públicos.

Grande parte do orçamento de Ramallah é obtido através de transferências mensais de milhões de dólares feitas por Israel. O governo de Netanyahu aplica impostos alfandegários sobre todas as mercadorias destinadas à Palestina.

    Leia tudo sobre: IsraelPalestinaCisjordânia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG