Em cerimônia discreta, presidente americano afirma que o mundo está mais seguro hoje

O presidente Barack Obama, em discurso realizado no Pentágano nesta terça-feira durante o evento que marcou o 11º aniversário dos ataques de 11 de Setembro , disse que a nação americana ficou mais forte, mais segura e mais unida após os atentados. As vítimas também foram lembradas em cerimônias discretas conduzidas em Nova York, Washington e Shanksville, no estado da Pensilvânia.

Presidente Barack Obama e outros oficiais durante a cerimônia no Pentágono
AP
Presidente Barack Obama e outros oficiais durante a cerimônia no Pentágono

"O legado histórico do ataque não será medo, ódio ou divisão. Será o de um mundo mais seguro, uma nação mais forte e uma população mais unida do que nunca", disse Obama. Antes de discursar na sede do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, ele e a primeira-dama, Michelle Obama, fizeram um minuto de silêncio na Casa Branca .

Em respeito à dolorosa data, nem Obama nem seu concorrente às eleições presidenciais, Mitt Romney, fizeram comentários políticos durante os eventos. O rival republicano divulgou uma nota por meio de sua assessoria de imprensa, na qual também diz que os americanos sempre estarão unidos.

"Aqueles que nos atacaram devem saber que estamos unidos. Uma nação abençoada por Deus, que está determinada a impedí-los", declarou Romney.

Saiba mais: Veja o especial do iG sobre o 11 de Setembro

Veja galeria: EUA marcam 11 anos dos ataques de 11 de Setembro

Ainda nesta terça-feira, o presidente Barack Obama deve visitar os soldados feridos em batalhas contra terroristas da Al-Qaeda.

Com AFP e BBC

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.