Kim Jong-un rende tributo a pai e avô no aniversário nacional

Kim Jong-un assumiu liderança do regime comunista após a morte em dezembro do ano passado de seu pai

EFE |

EFE

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, rendeu neste domingo tributo a seu pai e a seu avô, que lhe precederam à frente do regime, no Palácio de Kumsusan de Pyongyang para marcar o 64º aniversário da fundação da Coreia do Norte, informou a agência estatal de notícias "KCNA".

Kim, que acredita-se que tem menos de 30 anos, visitou o palácio, onde repousam os restos embalsamados de seu pai, Kim Jong-il, e de seu avô, Kim Il-sung, fundador do país, acompanhado por "vários membros da Comissão Militar Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia e da Comissão Nacional de Defesa".

Durante o ato, realizado em "uma atmosfera solene" em Kumsusan, "templo sagrado do Juche (doutrina de fundação do país cuja criação se atribui a Kim Il-sung)", foram feitas oferendas florais perante as estátuas dos dois líderes falecidos.

Choe Ryung-hae, membro do Politburo e vice-presidente da Comissão Militar Central, e Jang Song-taek, tio de Kim Jong-un e vice-presidente da Comissão Nacional de Defesa, estavam entre as personalidades que acompanharam o líder norte-coreano no mausoléu de Kumsusan, detalhou a "KCNA".

A agência estatal norte-coreana não mencionou a presença no cerimonial da mulher de Kim Jong-un, Ri Sol-ju, que nos últimos meses o acompanhou na maioria de atos públicos e que também não aparece nas fotos do ato distribuídas hoje pela "KCNA".

Kim Jong-un acedeu à liderança do regime comunista após a morte em dezembro do ano passado de seu pai, Kim Jong-il, que governou o país com mão de ferro durante 17 anos.

Este por sua vez substituiu à frente do país a seu pai, Kim Il-sung, que estabeleceu oficialmente a República Popular Democrática da Coreia em 9 de setembro de 1948 e morreu em 1994. 

    Leia tudo sobre: coreia do norteaniversárioKim Jong-un

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG