Festival curdo acaba com 80 policiais feridos na Alemanha

Polícia quis confiscar uma bandeira de uma organização proibida da citada minoria étnica

EFE |

EFE

Oitenta policiais ficaram feridos e 31 pessoas foram detidas durante graves distúrbios que aconteceram por causa do Festival Curdo realizado na cidade alemã de Mannheim, sudoeste do país, informou neste domingo a Polícia.

Um porta-voz do órgão assinalou que a maioria dos agentes ficou ferida ao ser atingida por paralelepípedos, tijolos e garrafas jogados pelos participantes dos distúrbios, enquanto 13 veículos da corporação ficaram gravemente danificados.

Os incidentes começaram na tarde passada durante o ato no qual se reuniram cerca de 40 mil curdos de toda a Europa quando a Polícia quis confiscar uma bandeira de uma organização proibida da citada minoria étnica.

Os próprios responsáveis da segurança do ato chamaram a Polícia para que interviesse perante a recusa do jovem que levava a bandeira em entregá-la. Várias pessoas iniciaram então as agressões à Polícia, que com um contingente de cerca de 600 agentes teve sérios problemas para controlar a situação quando se somaram aos distúrbios até 2.500 curdos.

Os protagonistas dos distúrbios foram, além disso, apoiados pelos outros milhares de participantes do ato, com o que "não houve oportunidade alguma" de tranquilizar a situação e frear as agressões, reconheceu o porta-voz da Polícia. 

    Leia tudo sobre: Alemanhacurdospoliciais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG