Loja chamada Hitler cria tensão na Índia

Proprietários decidem mudar nome de estabelecimento após crise diplomática

iG São Paulo |

Nos últimas semanas, proprietários de uma loja de roupas masculinas de Ahmedabad, na Índia, foram pivôs de uma crise diplomática entre o país asiático e Israel. Rajesh Shah, um dos donos, sequer imaginava que o nome de seu estabelecimento - batizado de Hitler - causaria tanta polêmica. Muito criticado pelos judeus da cidade, localizada no estado de Gujarat, e pelos diplomatas israelenses, ele disse que vai rebatizar a marca.

O estabelecimento tem "Hitler" escrito em letras garrafais e uma suástica como pingo do "i".

AP
Loja chamada Hitler causa polêmica na Índia




"Sim, estamos planejando mudar o nome da loja. Sofremos muita pressão das autoridades", afirmou Rajesh Shah em entrevista à BBC. Ele diz ainda que o governo irá compensá-lo pelos gastos com o recadastramento.

Manish Chandani, outro sócio do empreendimento, revelou que ninguém teve a intenção de glorificar Adolf Hitler. "Quando abri a loja, não estava ciente de que Hitler era o responsável pelo asssassinato de seis milhões de pessoas. Agora vou escolher um nome que não cause tanta polêmica".

Ainda segundo Chandani, o nome foi uma homenagem ao seu avô, cujo apelido era Hitler por ser "muito rígido". Outras pessoas, porém, comentaram que a intenção dos proprietários era atrair clientes curiosos. 

"Estou feliz que os donos decidiram mudar o nome da loja. Imagino que eles perceberam que isso não estava certo", disse Orna Sagiv, cônsul-geral de Israel em Mumbai, na Índia.

Com BBC e AP

    Leia tudo sobre: HitlerÍndiaIsrael

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG