'Minha fraqueza são as mulheres', diz candidato da oposição venezuelana

Henrique Capriles se mostrou convencido de que as mulheres 'vão torná-lo presidente', ao argumentar que os homens sabem 'que quem os convencem são as mulheres'

EFE |

EFE

O candidato presidencial da oposição venezuelana, Henrique Capriles , admitiu neste sábado que as mulheres são sua "fraqueza" e se mostrou convencido de que elas serão as que o levarão à Presidência no próximo dia 7 de outubro, quando enfrentará nas urnas o presidente, Hugo Chávez.

Leia também:  Salário mínimo da Venezuela será o melhor da América Latina, diz Chávez

Agosto:  Pesquisa mostra empate técnico entre Chávez e Capriles na Venezuela

AP
Henrique Capriles cumprimenta apoiadores durante campanha em Miranda, Venezuela


Veja o especial do iG sobre a Venezuela

Em um comício realizado na cidade de Tocuyito, o ex-governador e advogado de 40 anos, interrompeu seu discurso ao confessar que estava "impressionado como são belas as mulheres".

Saiba mais: Ator americano Sean Penn vai a comício de Chávez na Venezuela

Leia também:  Chávez distribui moradias em troca de lealdade na Venezuela

"Às vezes você para aqui e tem uma moça na frente, começa a olhar para ela e perde a concentração", disse entre risos Capriles, a quem porta-vozes do governo acusaram de "fascista", "burguês" e chegaram, inclusive, a pôr em dúvida sua orientação sexual.

"Como posso me casar? É muito difícil, difícil demais", declarou o candidato opositor entre os gritos do setor feminino de seu público. "Essa é minha fraqueza. Aqui digo ao país, minha fraqueza são as mulheres", afirmou.

Human Rights Watch:  Abuso de poder cresce na Venezuela de Chávez, diz ONG

O líder opositor se mostrou convencido de que as mulheres "vão torná-lo presidente", ao argumentar que os homens sabem "que quem os convencem são as mulheres".

Em 7 de outubro, os venezuelanos deverão escolher o presidente para o período 2013-2019 entre sete candidatos, liderados por Chávez, de 58 anos e no poder desde 1999, e Capriles, ex-governador do segundo maior Estado do país, Miranda. 

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG