Após ataques a Otan, EUA suspendem treinamento de recrutas afegãos

Suspensão limita-se aos novatos da polícia local do país e ocorre devido ao aumento da infiltração de militantes do Taleban nas forças de segurança

iG São Paulo |

Os Estados Unidos informaram que estão suspendendo o treinamento de novos recrutas da polícia local do Afeganistão, devido ao aumento da infiltração de militantes do Taleban nas forças de segurança locais.

Leia também:  Atentado suicida deixa 12 mortos em base da Otan no Afeganistão

Resposta:  Presidente afegão destitui chefe de inteligência do país

AP
Policiais locais do Afeganistão ouvem discurso em cerimônia na província de Uruzgan province, a sudoeste de Cabul (Arquivo)


A ação ocorre após uma série de incidentes nos quais soldados estrangeiros foram mortos por policiais afegãos ou soldados. A suspensão do treinamento - que se aplica apenas aos novos recutas da polícia local - permitirá que as forças especiais americanas possam investigar os policiais que já estão na ativa.

Saiba mais:  Presidente afegão destitui chefe de inteligência do país

Leia também: Soldados dos EUA morrem em ataque de rebelde disfarçado

Atualmente, as forças especiais americanas treinam cerca de 1 mil afegãos para trabalhar na corporação. "Enquanto temos plena confiança em nossos parceiros afegãos, nós acreditamos que este é um passo necessário para validar nosso processo de investigação e garantir a qualidade da polícia local afegã", afirmou em comunicado o coronel Thomas Collins, porta-voz das forças especiais americanas no Afeganistão.

A suspensão, segundo o comunicado, será temporária. "Apesar do recente aumento de ataques de infiltrados, eles são relativamente raros nas forças parceiras das Forças de Operações Especiais."

Mortes:  Duplo ataque contra forças internacionais mata seis militares no Afeganistão

O número de equipes de inteligência sofrerá um aumento e o exame dos soldados afegãos será mais rígido quando voltarem de licença. A venda de uniformes e armamentos policiais será ilegal.

Uma média de 7 mil soldados afegãos e 3,7 mil policiais são treinados por mês.

Violência

Durante a noite, um comandante da polícia local afegã matou a tiros nove civis e feriu outros oito, incluindo mulheres e crianças, na província de Kunduz. Segundo a mídia local, o número de mortos e feridos e ainda maior.

Estrangeiros:  Soldados da Otan morrem após ataque a uma base no Afeganistão

Uma reportagem da imprensa afegã sugeriu que o ataque fosse uma resposta à morte de policiais por insurgentes do Taleban. Na quarta-feira, três soldados australianos foram mortos por um homem com o uniforme do Exército do Afeganistão na província de Uruzgan,

No total, cerca de 50 soldados estrangeiros morreram por disparos de soldados afegãos neste ano. O aumento desses casos obrigou esta semana o presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, a destituir o chefe dos serviços de inteligência afegãos, Rahmatula Nabil, a quem a imprensa local responsabilizava pelas infiltrações.

Com BBC e EFE

    Leia tudo sobre: afeganistãootanpolíciaviolênciaeuatreinamentorecrutas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG