Atentado suicida deixa 12 mortos em base da Otan no Afeganistão

Dois homens-bomba provocam explosões na província de Wardak, matando oito civis e quatro policiais afegãos

iG São Paulo | - Atualizada às

Dois homens-bomba, um deles dirigindo um tanque de gasolina, provocaram explosões perto de uma base americana no leste do Afeganistão neste sábado, deixando ao menos 12 mortos.

Os ataques aconteceram durante a madrugada na cidade de Sayed Abad, na província de Wardak, a cerca de 70 km da capital, Cabuk. A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) disse que nenhum militar da coalizão liderada pelos Estados Unidos está entre as vítimas, que são oito civis e quatro policiais afegãos.

Leia também: Dor em lares americanos cresce com aumento de militares mortos

O porta-voz do governo de Wardak, Shahidullah Shadid, afirmou que um dos homens-bomba detonou um colete de explosivos em frente a um complexo onde funciona o escritório do governador distrital e a base militar. O segundo suicida, que dirigia o tanque de gasolina, detonou a bomba em uma rua entre os dois lugares.

O porta-voz do Taleban, Zabiullah Mujahid, assumiu responsabilidade pelo ataque, cujo alvo era a base militar. Pelo menos 59 ficaram feridos, inclusive dois soldados da Otan.

Vídeo:  Câmera em capacete de soldado mostra batalha e resgate no Afeganistão

A segunda explosão foi mais forte que a primeira, de acordo com testemunhas. "A bomba quebrou janelas por toda parte", disse um autoridade. "A maior parte dos ferimentos foram causados por pedaços de vidro."

Em 11 de Setembro do ano passado, a mesma base em Wardak foi alvo de um ataque suicida. A explosão feriu 77 soldados americanos e matou cinco afegãos.

No momento, a coalizão possui 129 mil militares no Afeganistão. O plano é que o número passe para 108 mil até o fim de outubro e fique abaixo de 100 mil até o fim do ano.

Com AP

    Leia tudo sobre: otanafeganistãotalebaneuaguerra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG