Furacão se aproxima de Nova Orleans com ventos de 130 km/h

Isaac se move lentamente em direção à cidade americana, sete anos após a devastadora passagem do Katrina

iG São Paulo | - Atualizada às

Com ventos de 130 km/h, o furacão Isaac se aproxima da cidade americana de Nova Orleans nesta quarta-feira, sete anos depois da devastadora passagem do Katrina. O Isaac atingiu o sudeste do Estado de Louisiana na noite de terça-feira, causando fortes chuvas e fazendo um dique transbordar.

Leia também: Um ano após tempestade Irene, cidade vive esperança e desespero

Reuters
Imagem de satélite mostra furacão Isaac avançando pelo Golfo do México (28/08)

A tempestade, um furacão de categoria um na escala Saffir Simpson de cinco níveis, se desloca para oeste/noroeste a 13 km/h, o que leva a crer que seu centro permanecerá sobre a Louisiana nesta quarta-feira e na quinta-feira.

O serviço meteorológico informou sobre um aumento de três metros no nível do mar em algumas áreas da Louisiana, e advertiu que as fortes chuvas podem provocar "inundações significativas em áreas baixas" do Estado, bem como no sul do Mississippi e no sudoeste do Alabama.

Em Nova Orleans as ruas estavam quase vazias. Muitos de seus habitantes protegeram as janelas de suas casas e armazenaram alimentos.

No entanto, as autoridades mostram-se otimistas, assegurando que desta vez Nova Orleans escapará do pior graças aos bilhões de dólares destinados a trabalhos que foram realizados nos últimos sete anos com o objetivo de reforçar os diques e os sistemas de bombeamento.

Após a ruptura de linhas de transmissão provocada por rajadas de vento, cerca de 300 mil moradores da Louisiana estavam sem energia elétrica na manhã desta quarta-feira, informou a companhia Energy Louisiana.

A água ultrapassou o limite de um dique contra enchentes em Plaquemines Parish. "Isso vai resultar em alagamentos de profundidade significativa nessa área", disse o Serviço Meteorológico Nacional, de acordo com o site do The Weather Channel.

Billy Nungesser, presidente do distrito Plaquemines Parish, cerca de 90 quilômetros a sudeste de Nova Orleans, disse que os diques não se romperam, mas que a água está passando por cima deles.

"Os diques estão transbordando em vários locais e estamos tentando tirar as poucas pessoas que ficaram para trás", disse Nungesser à CNN.

Apesar de uma ordem de retirada da região, disse ele, muitos moradores permaneciam no local. "As estradas estão totalmente intransponíveis, há algumas pessoas presas nas estradas. Temos uma situação séria lá."


Com AFP

    Leia tudo sobre: euaisaacfuracãonova orleanslouisiana

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG