Presidente colombiano confirma aproximação para diálogo de paz com as Farc

Juan Manuel Santos assinalou que o Exército de Libertação Nacional (ELN) também pode fazer parte deste processo

EFE |

EFE

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, confirmou nesta segunda-feira a aproximação para iniciar diálogos de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e assinalou que o Exército de Libertação Nacional (ELN) também pode fazer parte deste processo.

Santos detalhou que a aproximação de seu governo com as Farc se baseará em três princípios.

O primeiro deles é que se deve aprender "com os erros do passado para não repeti-los"; em segundo lugar que "qualquer processo tem que levar ao fim do conflito, não a seu prolongamento".

Leia também: Colômbia e Farc assinam acordo para dar início a diálogos de paz, diz TV

Explosão de veículo na Colômbia mata seis, e autoridades suspeitam das Farc

O chefe de Estado colombiano acrescentou que o país deve confiar plenamente que seu governo "está agindo com prudência, seriedade e firmeza, priorizando sempre o bem-estar e a tranquilidade de todos os habitantes de nosso país".

Lembrou que desde que iniciou seu governo, em agosto de 2010, "cumpriu com a obrigação constitucional de buscar a paz" e que dela fazem parte o desenvolvimento das conversas com as Farc para tentar pôr fim ao conflito armado que castiga o país há quase meio século.

Santos não revelou os lugares nem as datas nas quais aconteceram ditos diálogos. 

    Leia tudo sobre: colômbiafarcsantosjuan manuel santosuribeacordotelesur

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG