Vizinhos disseram que Jeffrey Johnson deixou chave de apartamento com zelador antes do ataque. Dentro de imóvel foram encontrados livros sobre técnicas de tiro e munição

O homem que abriu fogo, matou um ex-colega de trabalho e foi abatido pela polícia perto do Empire State , em Nova York, nos Estados Unidos, deixou a chave do apartamento com o zelador na sexta-feira (24) e não planejava voltar para casa, disse neste domingo uma fonte da polícia americana. 

Leia também:

Homem abre fogo e mata um em frente ao Empire State, em Nova York
Ataque reúne moradores e turistas na região do Empire State
'Não será boa recordação de NY', diz turista

Johnson tinha deixado o apartamento dele em Upper East Side, Manhattan, por volta das 8h, como sempre fazia, relataram vizinhos. "Ele deixou as chaves em um envelope para o senhorio sem a intenção de voltar", disse uma fonte da polícia próxima ao caso.

Detetives encontraram, no apartamento de Johnson, livros que ensinavam a atirar, além de munição do mesmo calibre com que matou o ex-colega. A polícia quer vistoriar o computador de Johnson para ter mais pistas sobre a motivação do crime, segundo a fonte.

O ataque

O ataque aconteceu por volta das 9h no horário local (10h de Brasília). De acordo com autoridades, Johnson havia sido demitido da loja na qual trabalhava, a Hazan Imports, próxima ao Empire State. Com três tiros a queima-roupa, ele matou o ex-colega Steve Ercolino, de 41 anos.

Veja os principais ataques recentes nos EUA

Após deixar a loja, o atirador foi seguido por um homem que trabalha em uma obra próxima, testemunhou o que aconteceu e avisou a polícia. Segundo autoridades, Johnson então atirou nos policiais, que também dispararam e o mataram. Nove pessoas ficaram feridas pelos disparos da polícia

O Empire State é o segundo prédio mais alto de Nova York, ultrapassado apenas pelo novo World Trade Center, erguido no local dos ataques de 11 de Setembro de 2001 . Dos 103 andares, 102 estão abertos aos cerca de 4 milhões de visitantes que vão ao local anualmente e podem observar a cidade a partir de um observatório de 381 metros.

*com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.