Atirador de Nova York não planejava voltar para casa, diz polícia

Vizinhos disseram que Jeffrey Johnson deixou chave de apartamento com zelador antes do ataque. Dentro de imóvel foram encontrados livros sobre técnicas de tiro e munição

iG São Paulo |

O homem que abriu fogo, matou um ex-colega de trabalho e foi abatido pela polícia perto do Empire State , em Nova York, nos Estados Unidos, deixou a chave do apartamento com o zelador na sexta-feira (24) e não planejava voltar para casa, disse neste domingo uma fonte da polícia americana. 

Leia também:

Homem abre fogo e mata um em frente ao Empire State, em Nova York
Ataque reúne moradores e turistas na região do Empire State
'Não será boa recordação de NY', diz turista

Johnson tinha deixado o apartamento dele em Upper East Side, Manhattan, por volta das 8h, como sempre fazia, relataram vizinhos. "Ele deixou as chaves em um envelope para o senhorio sem a intenção de voltar", disse uma fonte da polícia próxima ao caso.

Detetives encontraram, no apartamento de Johnson, livros que ensinavam a atirar, além de munição do mesmo calibre com que matou o ex-colega. A polícia quer vistoriar o computador de Johnson para ter mais pistas sobre a motivação do crime, segundo a fonte.

O ataque

O ataque aconteceu por volta das 9h no horário local (10h de Brasília). De acordo com autoridades, Johnson havia sido demitido da loja na qual trabalhava, a Hazan Imports, próxima ao Empire State. Com três tiros a queima-roupa, ele matou o ex-colega Steve Ercolino, de 41 anos.

Veja os principais ataques recentes nos EUA

Após deixar a loja, o atirador foi seguido por um homem que trabalha em uma obra próxima, testemunhou o que aconteceu e avisou a polícia. Segundo autoridades, Johnson então atirou nos policiais, que também dispararam e o mataram. Nove pessoas ficaram feridas pelos disparos da polícia

O Empire State é o segundo prédio mais alto de Nova York, ultrapassado apenas pelo novo World Trade Center, erguido no local dos ataques de 11 de Setembro de 2001 . Dos 103 andares, 102 estão abertos aos cerca de 4 milhões de visitantes que vão ao local anualmente e podem observar a cidade a partir de um observatório de 381 metros.

*com Reuters

    Leia tudo sobre: atiradornova yorkempire stateeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG