Tempestade "Isaac" ganha força e eleva o alerta em Cuba e Bahamas

Meteorologistas acreditam no fim da tarde desta sexta-feira o centro de "Isaac" poderá estar sobre o Haiti

EFE |

EFE

A tempestade tropical "Isaac" se fortaleceu ligeiramente nesta quinta-feira enquanto avança rumo ao oeste-noroeste pelo sudeste do Caribe, o que aumentou o alerta em Cuba e nas Bahamas, embora a ameaça mais imediata seja para a República Dominicana e o Haiti.

O Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos detalhou em seu boletim da 0h (de Brasília) que a tempestade se encontrava a 16,7 graus de latitude norte e 68,7 graus de longitude oeste, 235 quilômetros ao sul-sudeste de Santo Domingo.

Os ventos máximos sustentados de "Isaac" aumentaram sua força até os 75 km/h, enquanto sua velocidade de deslocamento ronda os 30 km/h. Sua trajetória continua sendo para o oeste-noroeste (290 graus) e se prevê que continue assim pelo menos até sábado.

Os meteorologistas acreditam no fim da tarde desta sexta-feira o centro de "Isaac" poderá estar sobre o Haiti e, 24 horas depois, chegar à zona central de Cuba. No fim da tarde de domingo, "Isaac" alcançaria a região de Florida Keys e, um dia depois, avançaria até o norte do Golfo do México.

Por enquanto, se mantém uma vigilância (passagem em 48 horas) de furacão no Haiti, assim como um aviso (entre 24 e 36 horas) sobre a República Dominicana, as províncias cubanas de Camagüey, Las Tunas, Granma, Holguín, Santiago de Cuba e Guantánamo, o sul das Bahamas e as ilhas de Turcas e Caicos.

Também foi ativada uma vigilância de tempestade tropical para as províncias cubanas de Cego de Ávila, Sancti Spíritus e Villa Clara, assim como na ilha de Andros e na zona central das Bahamas.

    Leia tudo sobre: mundotempestadeisaaccubabahamas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG