Livro escrito em primeira pessoa contará operação que matou Bin Laden

'Não Há Dia Fácil' é escrito por agentes que participaram de ação em maio de 2011 no Paquistão e utilizam pseudônimos por motivos de segurança

iG São Paulo | - Atualizada às

A morte de Osama Bin Laden , um dos acontecimentos mais controversos que marcaram o governo do presidente americano, Barack Obama, será imortalizada em livro. Um relato detalhado, escrito em primeira pessoa por um dos agentes que participaram da missão, será lançado no próximo mês.

Operação: Busca sobre últimos dias de Bin Laden esbarra em rumores e falta de clareza

AP
Máquinas trabalham na demolição da casa em Abbottabad (26/2)

A Editora Paralela é responsável pelo lançamento do livro “Não Há Dia Fácil: Um líder da Tropa de Elite Americana Conta Como Mataram Osama Bin Laden” no Brasil. A obra, que é escrita por agentes que utilizarão o pseudônimo Mark Owen e Kevin Maurer, terá sua versão digital comercializada a partir de 11 de setembro, enquanto o livro impresso chega às lojas em 20 de setembro.

Enquanto Maurer trabalhou como repórter das forças especiais em seis ocasiões no Afeganistão, além de ter servido no leste da África, Iraque e Haiti, em seus anos como membro do Seal da Marinha dos Estados Unidos Owen esteve em missões no Iraque e no Afeganistão. O agente especial foi um dos primeiros homens a entrar na casa onde se escondia Bin Laden, em Abbottabad, no Paquistão. A operação Lança de Netuno, em maio de 2011 , resultou na morte do fundador da Al-Qaeda.

“Ainda que narradas em primeira pessoa, minhas experiências são universais”, afirmou Owen. “Chegou a hora de registrar por escrito uma das maiores importantes missões da história militar dos EUA. A explicação de como e por que ela teve sucesso se perdeu na cobertura jornalística da operação”, explicou ao ressaltar os sacrifícios feitos para a operação ter êxito.

O nome verdadeiro de Owen, assim como de todos os Seals que aparecem no livro foram trocados por motivos de segurança. Como o livro é escrito com pseudônimo, os autores aparecerão disfarçados em entrevistas televisivas para promover o livro.

No Brasil, o livro será lançado pela Editora Paralela, uma

    Leia tudo sobre: bin ladeneualivronão há dia fácilobamaal-qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG