Chávez pede "rápida" construção de porto para comércio com Mercosul

Presidente venezuelano também pretende construir uma ferrovia que una o Caribe venezuelano ao rio Orinoco e ao Amazonas

EFE |

EFE

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, pediu nesta segunda-feira a seus ministros que preparem "rapidamente" estudos para avaliar a construção de um porto no Atlântico a fim de facilitar o comércio marítimo com os países do Mercosul, bloco ao qual seu país se incorporou em 31 de julho.

Leia também: Chávez reconhece "graves problemas" em provisão de energia

"O que é preciso começar em breve é um porto. Eu quero que façamos um porto ali no Atlântico, debaixo do rio Orinoco", disse Chávez, em mensagem transmitida obrigatoriamente por todos os veículos da imprensa nacional. "É preciso mandar fazer os estudos rapidamente. Não temos um porto no nosso Atlântico. Isso nos permitirá sair ao Atlântico e ao sul, ao Brasil, à Argentina, a todo o Atlântico, ao Uruguai", assinalou o líder a sua ministra de Transporte Aquático e Aéreo, Elsa Gutiérrez.

"Esses são projetos estratégicos e estruturais que não devem esperar mais, porque é preciso tomar com a maior seriedade a nossa entrada no Mercosul", acrescentou o chefe de Estado. Chávez também disse que é preciso construir uma ferrovia que una o Caribe venezuelano ao rio Orinoco e ao Amazonas, até a Zona Franca de Manaus. "E um dia haverá uma ferrovia que unirá o Caribe à Patagônia. É a integração da América do Sul", ressaltou. 

    Leia tudo sobre: Venezuelamercosulchávezhugo chávez

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG