Gu Kailai é assassina confessa de um empresário britânico

EFE

Quatro chefes de Polícia chineses foram condenados hoje a penas de cinco a 11 anos de prisão por terem encoberto Gu Kailai, esposa do dirigente caído em desgraça Bo Xilai , no assassinato de um empresário britânico, informaram os tribunais.

Leia também:  Mulher de político chinês afastado confessa assassinato

Os quatro eram altos cargos da Polícia de Chongqing (centro do país), onde Bo era chefe do Partido Comunista, e tinham sido julgados há dez dias no tribunal intermediário de Hefei (leste), o mesmo que hoje impôs a Gu uma condenação à morte suspensa. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.