Deputado americano pede desculpas por nadar pelado no Mar da Galileia

Kevin Yorder, republicano do Kansas, tirou a roupa para nadar durante viagem bancada pela Fundação Americana de Educação sobre Israel

iG São Paulo |

Divulgação
O congressista Kevin Yorder, dos EUA, que nadou pelado no Mar da Galileia

Um congressista americano, integrante do Partido Republicano, pediu desculpas por ter nadado pelado no Mar da Galileia, na fronteira entre Israel, Cisjordânia e Jordânia, durante uma viagem no ano passado. Kevin Yorder, 36 anos, do Kansas, entrou na água junto a cerca de 20 congressistas e assessores, mas foi o único a tirar a roupa.

Leia também:  Deputado da cueca renuncia à Câmara dos EUA

"Sinto muito por ter causado constrangimentos a meus eleitores e por ter decepcionado aqueles que acreditaram em mim", disse Yoder ao jornal The Kansas City Star, na noite de domingo. "A gravidade da situação e das ações que tomei não passaram batido. Quero me desculpar por esse lapso."

Para alguns cristãos, o Mar da Galileia é um local sagrado porque Jesus teria caminhado sobre as águas. Yoder afirmou ter ficado apenas dez segundos na água e disse que ninguém o viu. "Eu mergulhei, saí rapidinho, coloquei minhas roupas, mas ainda assim esse não é o tipo de comportamento que se espera de um congressista", acrescentou.

De acordo com o site político, o FBI (polícia federal americana) está investigando a viagem, que aconteceu em agosto do ano passado. Os custos foram bancados pela Fundação Americana de Educação sobre Israel, uma organização que educa políticos e outras personalidade influentes sobre a importância das relações Estados Unidos-Israel.

A fundação teria pago cerca de US$ 10 mil para cada uma das 60 pessoas que participaram da viagem.

Com AP e AFP

    Leia tudo sobre: euakevin yorderisraelmar da galileia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG