Candidato republicano vinha sendo pressionado por campanha democrata, que o criticava por não divulgar dados sobre seu imposto de renda

Pressionado pela campanha democrata, o candidato republicano à presidência americana, Mitt Romney , declarou nesta quinta-feira que não pagou menos de 13% em impostos na última década, mas ressaltou que o foco (dos rivais) sobre seus impostos é algo “mesquinho” frente aos atuais problemas dos Estados Unidos.

Propaganda de TV: Romney ataca Obama por desemprego entre hispânicos

Romney fala sobre sistema de saúde em Greer, Carolina do Sul
AP
Romney fala sobre sistema de saúde em Greer, Carolina do Sul

Na Carolina do Sul, Romney disse ter examinado suas declarações dos últimos 10 anos. “Todos os anos, paguei ao menos 13%”, disse o rival do presidente americano, Barack Obama, na eleição de novembro. “Acho que o último ano foi 13,6% ou algo do gênero.”

Os democratas têm criticado Romney por não ter divulgado mais do que dois anos de seu imposto de renda e questionam se o ex-governador de Massachusetts tem algo a esconder. O líder da maioria no Senado, Harry Reid, acusou Romney de não pagar impostos por 10 anos, o que Romney nega.

Doações

Romney também afirmou que, quando são levadas em conta as doações a entidades beneficentes, a taxa de imposto dele fica acima de 20%. Ex-executivo multimilionário, Romney é um dos homens mais ricos a concorrer à Presidência dos EUA. A fortuna dele é estimada em US$ 250 milhões.

Em janeiro, Romney divulgou informações financeiras indicando que ele pagou um imposto de 13,9% em 2010, na maior parte por ganhos em investimentos.

Nos EUA, a taxa mais alta para salários é de 35%, enquanto os ganhos de capital têm uma taxa menor.

*Com Reuters

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.