Segundo agência semioficial, tremores de 6,4 e 6,3 graus perto da cidade de Tabriz mataram 180 pessoas e feriram 1350

Ao menos 180 pessoas morreram e outras 1.350 ficaram feridas em dois fortes terremotos no noroeste do Irã, neste sábado, próximo à cidade de Tabriz, segundo a TV estatal iraniana. 

Médico atende mulher ferida do lado de fora de um hospital em Ahar
AFP
Médico atende mulher ferida do lado de fora de um hospital em Ahar

O primeiro tremor, de magnitude 6,4, ocorreu às 16h53 locais (9h43 de Brasília), segundo o Instituto Geológico Americano (USGS, na sigla em inglês). O epicentro foi entre os municípios de Ahar e Haris, cerca de 500 quilômetros da capital Terã. Minutos depois, um segundo terremoto de magnitude 6,3 ocorreu a 48 quilômetros de Tabriz. Várias outras réplicas foram registradas posteriormente pelo USGS. 

Dahram Samadi Rad, diretor do Serviço Legista da província do Azerbaijão Oriental, onde ocorreram os tremores, afirmou que "pela força do terremoto e pelos relatórios que nos chegam é muito provável que esse número aumente". 

As áreas afetadas são os distritos de Ahar, Varzagam, Haris e Mehraban, segundo o diretor de Gestão de Emergências da província, Khalil Sai, que também assinalou que "60 aldeias sofreram danos de entre 50% e 70% e, além disso, há seis aldeias totalmente arrasadas". 

Autoridades iranianas, segundo a CNN, mobilizaram equipes de resgate para Tabriz e Ahar, assim como para os vilarejos afetados de Khormaloo e Harif. A estrada que liga Tabriz a Varzagan foi danificada e teve o tráfego cortado, e as equipes de resgate tiveram que utilizar caminhos alternativos. Pelo menos quatro povoados da região estão incomunicáveis devido aos tremores.

As equipes de resgate contam com cachorros treinados na localização de pessoas que possam estar soterradas e, segundo a "Isna", os socorristas já retiraram dos escombros mais de 200 pessoas ainda vivas.

O país persa fica localizado em uma grande falha geológica e está suscetível a terremotos devastadores.

Em 2003, 30 mil pessoas morreram em um terremoto em Bam, na província de Kerman, no sudeste do país. Em 1990, cerca de 50 mil foram mortos em um tremor cujo epicentro ocorreu perto do Mar Cáspio.

*Com AP, EFE e informações da CNN

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.