Duplo ataque contra forças internacionais mata seis militares no Afeganistão

Soldados foram mortos em dois incidentes na província de Helmand, no sul do país; número de ataques contra tropas estrangeiras aumenta e preocupa autoridades

iG São Paulo |

Dois diferentes ataques contra tropas da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no sul do Afeganistão deixaram um total de seis soldados mortos.

Primeiro ataque:  Três soldados americanos são mortos a tiros no Afeganistão

Segundo ataque:  Soldados da Otan morrem após ataque a uma base militar

Na sexta-feira, um civil afegão matou três soldados , cujas nacionalidades não foram divulgadas, em uma base na província de Helmand. No mesmo dia, um policial afegão matou três militares americanos depois de convidá-los para jantar.

AP
Em Delaware, militar americano fecha porta de veículo que transporta restos de soldados mortos no Afeganistão (10/8)

O afegão civil foi preso e está sob custódia da Força de Assistência à Segurança Internacional (Isaf, na sigla inglês), a coalizão das forças internacionais da Otan no país.

Segundo a porta-voz do Exército americano, a major Lori Hodge, o ataque aconteceu em uma base compartilhada por soldados afegãos e tropas da Otan. O autor, disse, foi descrito como “um afegão que trabalhava na instalação”. Um oficial afegão, no entanto, disse à BBC que o atirador era um policial afegão que abriu fogo contra os soldados no entardecer de sexta-feira, durante uma discussão com soldados estrangeiros sobre o acesso a um ginásio da base.

Na outra ação, um policial matou três fuzileiros navais americanos quando comiam antes do amanhecer.

À agência Associated Press, o porta-voz taleban Qari Yousef Ahmadi disse que após o ataque, o autor se juntou à insurgência. “Agora ele está conosco”, disse.

Ataques

Há preocupação sobre o aumento dos ataques contra tropas da coalizão internacional da Otan por afegãos. Somente neste ano, membros das forças de segurança afegãs mataram 34 militares das forças internacionais, em 26 incidentes diferentes, segundo a porta-voz do Exército americano. No ano passado, ela disse, foram 35 mortes em 21 incidentes.

No Twitter, um porta-voz da Isaf disse que a maioria dos ataques executados por membros das forças de segurança afegãs contra membros da Otan são causadas por “problemas e queixas pessoais ou estresse”. “Esses incidentes não refletem a totalidade da situação no Afeganistão, com centenas de milhares de soldados, da Isaf e afegãos, trabalhando juntos.”

*Com BBC

    Leia tudo sobre: afeganistãosoldadostalebanataqueotanisaf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG