Visita de líder sul-coreano à ilha alvo de disputa faz Japão convocar embaixador

Lee Myung-bak irrita governo japonês ao visitar território disputado pelos dois países que teria depósito de gás natural congelado

iG São Paulo |

O Japão convocou seu embaixador na Coreia do Sul nesta sexta-feira após o presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, visitar ilhas que são alvo de disputa entre os dois países e que teriam depósitos de gás natural congelado, potencialmente valendo bilhões de dólares.

Leia também:  Tensão marca 59º aniversário do fim da Guerra da Coreia

AP
O presidente da Coreia do Sul, Lee Myung-bak, visita as Ilhas Dokdo, disputadas com o Japão, que as chamam de Takeshima (10/8)

Lee é o primeiro líder sul-coreano a fazer a viagem às ilhas que têm sido uma persistente e problemárica questão nas relações entre os dois países, mesmo depois de a Coreia do Sul superar as feridas deixadas pela ocupação colonial do Japão para desenvolver fortes laços comerciais com o país.

Autoridades na Coreia do Sul disseram que a visita teve como objetivo destacar a importância das ilhas como uma reserva natural, e não criar confusão. "Não deveria haver nada de anormal em um líder nacional visitar um local que é nosso território", afirmou a autoridade.

Leia também: Estátua cria disputa entre Japão e Coreia do Sul

O Japão emitiu um aviso conciso para as ilhas, conhecidas como Takeshima no Japão e Dokdo na Coreia, que estão à mesma distância de ambos os países, e convocou seu enviado em Seul de volta ao país. 

"A visita a Takeshima pelo presidente Lee é inaceitável à luz do posição do Japão sobre o assunto", disse o ministro das Relações Exteriores japonês, Koichiro Gemba, segundo a agência de notícias Yonhap.

O Japão também convocou o embaixador da Coreia do Sul em Tóquio para fazer uma reclamação formal.

Com Reuters

    Leia tudo sobre: japãocoreia do sulLee Myung bakilhastakeshimadokdo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG