Venezuela anuncia prisão de suposto mercenário americano

EUA, no entanto, se mostram céticos frente a declarações de Chávez e exigem permissão para acesso ao cidadão americano

iG São Paulo | - Atualizada às

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, informou que as forças de segurança venezuelanas capturaram um suposto "mercenário" americano que tentou entrar ilegalmente na Venezuela.

Apoio:  Ator e diretor americano Sean Penn vai a comício de Chávez

"Capturamos há quatro ou cinco dias um cidadão americano de origem latina, que estava entrando ilegalmente na Venezuela pela Colômbia. Detivemos o sujeito, que está preso agora mesmo", anunciou Chávez, durante evento eleitoral .

AP
Chávez fala durante visita a complexo de casas em Catia La Mar, Venezuela

O mandatário explicou que o homem, cujo nome não foi revelado, "rasgou seu passaporte" juntamente com um caderno "cheio de coordenadas".

"Em seu passaporte, que ele rasgou, e um caderno que carregava, ele registrava entradas e saídas nos últimos anos do Iraque, Afeganistão, Líbia. Além disso, ele tem toda a aparência de ser um mercenário", destacou, acrescentando que o suspeito está sendo interrogado.

O presidente afirmou que fatos como esse obrigam o governo a ativar "muitos mais alertas de toda parte". Chávez recordou que em 2004 o governo deteve supostos paramilitares colombianos que aparentemente a oposição trouxe para a Venezuela para assassiná-lo.

"Recordemos o que ocorreu uma vez, começando pelo candidato burguês e toda essa camada de apátridas que trouxeram quase 200 mercenários para incendiar Caracas. Vejam o ódio que tem essa gente contra a pátria de Bolívar", finalizou.

Reação

Após as declarações de Chávez, os EUA expressaram ceticismo e disseram que os diplomatas do país deveriam ter permissão de acesso ao homem caso sejam verdadeiras as declarações de Chávez.

Um alto funcionário da Embaixada dos EUA disse nesta sexta-feira não ter ainda informação oficial sobre a suposta prisão.

*Com Ansa e Reuters

    Leia tudo sobre: euavenezuelachávezeleição na venezuelamercenáriocolômbiaprisão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG