Homem-bomba mata ao menos 45 pessoas em cidade do Iêmen

Grupo islâmico Ansar al-Sharia reivindicou a responsabilidade pelo ataque, que teve como alvo combatentes tribais; episódio pode causar reação de Estados Unidos e Arábia Saudita

Reuters |

Reuters

O ataque de um homem-bomba matou pelo menos 45 pessoas e feriu dezenas na cidade iemenita de Jaar durante a madrugada, disse o Ministério da Defesa, no ataque mais sangrento desde a declaração de vitória do Exército sobre os militantes muçulmanos, em junho.

Leia mais: Cruz Vermelha é atacada com foguetes e granadas na Líbia

Leia também: Ataque deixa 15 soldados egípcios mortos na península do Sinai

O grupo islâmico Ansar al-Sharia reivindicou a responsabilidade pelo ataque, que teve como alvo um grupo de combatentes tribais, em resposta à aliança firmada com o Exército do Iêmen durante uma ofensiva contra militantes na província de Abyan, no sul do país.

Saiba mais: Militantes da Al-Qaeda tenta fugir de Abu Ghraib por túnel

"Essa foi uma operação preliminar. A próxima será maior", afirmou um homem que se identificou como porta-voz da Ansar al-Sharia.

O ataque realçou a duradoura ameaça da militância islâmica no Iêmen e pode causar reação de Estados Unidos e Arábia Saudita, que veem cada vez mais o empobrecido Estado como prioritário na guerra contra a Al-Qaeda e suas afiliadas.

    Leia tudo sobre: homem-bombaterrorismoataqueiêmenestados unidosarábia sauditaal-qaeda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG