Acredita-se que Al-Qaeda esteja por trás de ataque durante funeral em Yaar, na província de Abyan

Um ataque suicida deixou ao menos 42 mortos em Yaar, no sul do Iêmen, neste sábado, durante o funeral de um homem ligado a milícias que ajudaram o Exército do país em sua ofensiva contra a Al-Qaeda.

Leia mais: Espanha prende supostos membros da Al-Qaeda que planejavam atentado

A rede terrorista é apontada como culpada pelo atentado, embora não o tenha reivindicado até agora.

O governador da província de Abyan, Jamal al-Aqal, afirmou que uma investigação foi aberta para apurar esse ataque "criminoso e covarde".

Yaar foi um reduto da Al-Qaeda até junho, quando o Exército recuperou o controle da cidade. 

Com EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.