China registra mortes após chegada de tufões

Pelo menos 3 morreram e mais de 800 mil tiveram que sair de suas casas após a chegada dos tufões "Damrey" e "Saola" à costa leste do país

EFE |

EFE

Pelo menos três pessoas morreram e mais de 800 mil tiveram de deixar suas casas após a chegada quase simultânea dos tufões "Damrey" e "Saola" à costa leste da China, informou o Ministério de Assuntos Civis através da agência oficial "Xinhua".

De acordo com a fonte, as províncias mais afetadas são as litorâneas Jiangsu, onde mais de 100 casas desabaram e 2,8 mil sofreram danos, e Shangdong, na qual duas pessoas morreram, 1 mil imóveis ruíram e outros 23 mil ficaram danificados.

Dez províncias orientais chinesas esperam mais chuvas torrenciais e fortes vendavais nos próximos dias em decorrência da passagem dos dois tufões.

O primeiro tufão a atingir a China foi o "Damrey", que chegou na noite de quinta-feira (2) ao nordeste do rio Yangtze. Quase dez horas depois, o "Saola" alcançou o país após causar cinco mortes em Taiwan.

A Administração Meteorológica da China informou que os dois tufões já se transformaram em chuvas tropicais. O "Damrey" agora se dirige ao norte do mar de Bohai, no nordeste do país, enquanto o "Saola" segue rumo ao oeste da província de Jiangxi, no sudeste chinês.

    Leia tudo sobre: chinatufão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG