Pastor evangélico anuncia realização de 'culto erótico' na Alemanha

Celebração proibida para menores de 16 anos não terá 'sexo real', mas será 'repleta de palavras quentes', segundo religioso

EFE |

EFE

O pastor evangélico Ralf Schmidt, do distrito de Mainz Kastel, no oeste Alemanha, anunciou nesta sexta-feira sua intenção de realizar no próximo domingo seu primeiro "culto erótico", no qual se dirigirá aos fiéis com termos usados nas ruas para falar de amor e sexo.

Em declarações ao jornal "Frankfurter Rundschau", o religioso alemão explica que suas "ovelhas" - os fiéis de sua comunidade - já estão acostumados com sua linguagem direta.

Leia também:  Culto dos virgens: “Se mulher bonita vier na sua direção, atravesse a rua”

Schmidt explica que o termo "culto erótico" não quer dizer que haverá "sexo real" em sua igreja, mas que, pela primeira vez, abordará essa questão de maneira direta em seu culto.

Por conta deste fato, o ofício religioso marcado para o próximo domingo terá entrada proibida para os menores de 16 anos, já que, como aponta o pastor, "estará repleta de palavras quentes".

"A sexualidade é uma criação do Senhor. Vou usar termos negativos e depois buscarei expressões mais formosas", completa o religioso.

Schmidt exerce a função de pastor na comunidade de Mainz Kastel há dez anos e, portanto, conhece muito bem seus seguidores.

    Leia tudo sobre: alemanhaigreja evangélicaevangélicosreligião

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG