Professor alemão é preso por ameaçar ataque à escola nos EUA

Em emails, homem descreve vontade de atacar colégio do filho, que se suicidou em março após ser repreendido pelo roubo de uma loja

iG São Paulo |

Um professor alemão foi detido por escrever e-mails afirmando que atacaria os estudantes da escola frequentada por seu filho nos EUA, informou o jornal Los Angeles Times nesta quinta-feira. As mensagens foram enviadas depois do suicídio do menino, em março.

Leia também: Suspeito de ataque a cinema nos EUA recebe 142 acusações

A polícia encontrou os e-mails escritos por Reiner Reinscheid, da Universidade da Califórnia, no qual dizia estar enojado com a escola de ensino médio University High School depois de seu filho Claas Stubbe, de 14 anos, ter se suicidado após ser repreendido pelo roubo de uma loja da instituição.

Nos e-mails enviados em abril a sua esposa, Reinscheid ameaçava matar o vice-diretor, disparar contra centenas de estudantes e depois queimar a escola.

"Preciso de uma arma, muitas armas", escreveu em um e-mail enviado a ele mesmo, segundo o jornal. "Darei a mim mesmo um bonito fim e estarei com Claas muito em breve. Gosto desse plano."

Reinscheid foi preso no dia 24 de julho por tentar incendiar o parque perto do local onde seu filho se enforcou, mas foi libertado sob fiança. Depois da descoberta dos e-mails, por meio de análises em seu telefone celular, foi novamente preso no dia 27 de julho.

Com AFP

    Leia tudo sobre: euaataquesuicídio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG