Obama visita as vítimas do massacre de Aurora

Presidente esteve no hospital no qual feridos estão internados. População fará nova vigília em memória dos mortos em frente à Prefeitura da cidade

iG São Paulo |

O presidente americano, Barack Obama, chegou ao Colorado neste domingo para se reunir com as vítimas do massacre em um cinema da cidade de Aurora, em meio à dor por mais uma tragédia provocada por armas de fogo nos Estados Unidos.

O avião Air Force One procedente de Washington pousou às 15h30 local (18h30 Brasília) na base aérea de Buckley, na região de Denver, onde Obama foi recebido pelo governador do Colorado, John Hickenlooper.

AFP
Obama cumprimenta o prefeito de Aurora, Steve Hogan (centro), e o chefe da polícia local, Dan Oats (esq.), ao chegar na cidade

Da base aérea, Obama seguiu de automóvel para o hospital universitário de Aurora, onde cumprimentou o prefeito da cidade, Steve Hogan, e o chefe de polícia, Dan Oates, antes de visitar os feridos no ataque e conversar com familiares das vítimas.

A visita presidencial acontece depois da identificação das 12 pessoas que morreram no ataque de sexta-feira em Aurora, durante a estreia de "O Cavaleiro da Trevas ressurge", entre elas uma menina de seis anos.

Após "se reunir com parentes das vítimas do tiroteio e com autoridades locais", Obama viajará a San Francisco (Califórnia), segundo a Casa Branca.

A tragédia aconteceu na madrugada de sexta-feira, quando James Holmes, um estudante de pós-graduação de 24 anos, abriu fogo contra o público que assistia à estreia do último filme do Batman - "O Cavaleiro da Trevas ressurge" - em um cinema de Aurora, na periferia de Denver.

Holmes, detido logo após o ataque, está isolado a fim de preservar sua segurança, segundo a polícia.

Na noite deste domingo será realizada uma nova vigília em memória das vítimas diante da Prefeitura de Aurora, a apenas 35 km de Columbine, palco há 13 anos do massacre em uma escola.

Christian Bale, o ator britânico que interpreta Batman, manifestou no sábado a sua perplexidade com o massacre, enquanto o estúdio Warner Bros, responsável pelo filme, decidiu não revelar os resultados da bilheteria em sinal de respeito às vítimas.

"Não tenho palavras para expressar o horror que sinto. Não posso me colocar no lugar das vítimas e de seus familiares, mas meu coração está com eles", disse Bale em um comunicado.

Vítimas

O laboratório de medicina forense confirmou que as 12 vítimas morreram em consequência dos tiros e que a mais jovem é Veronica Moser Sullivan, de seis anos. A mãe da menina, de 25 anos, foi atingida no pescoço e no abdômen e está em estado crítico. Ela fica inconsciente em alguns momentos e não sabe que sua filha está morta, informou o diário.

A vítima com mais idade a não resistir aos ferimentos é Gordon Cowden, de 51 anos.

O Centro de Saúde Mental de Aurora atendeu mais de 200 pessoas, entre vítimas do ataque e os vizinhos retirados de suas residências quando a polícia descobriu que o apartamento de Holmes era uma bomba-relógio.

"A comunidade está enfrentando o mesmo choque. Estamos trabalhando para dar-lhes assistência imediata", disse à AFP a vice-diretora do estabelecimento médico, Kathie Snell, ressaltando que "o impacto é muito amplo".

Apartamento-bomba

Especialistas em explosivos passaram o sábado buscando uma forma de entrar no apartamento de Holmes. O trabalho de desativação dos explosivos terminou à noite com a ajuda de um robô.

Os especialistas encontraram sistemas de detonação e recipientes com combustível e com substâncias não-identificadas, colocadas de modo a provocar uma explosão ou um incêndio.

"O apartamento estava equipado para matar a primeira pessoa que entrasse", disse o chefe Dan Oates.

Debate sobre armas

O ataque também reavivou o eterno debate americano sobre o direito de possuir armas de fogo.

As autoridades informaram que nos últimos dois meses Holmes havia comprado legalmente quatro armas em uma loja local e mais de 6.000 cartuchos de munição por meio da internet.

O arsenal do agressor incluía mais de 3.000 cartuchos de munição para um rifle de assalto, 3.000 cartuchos para duas pistolas Glock, e 300 para uma escopeta, indicou a polícia.

O comissário de polícia de Nova York, Raymond Kelly, disse que Holmes, que foi preso no local, tinha pintado seu cabelo de vermelho e estava fantasiado de Coringa, o arqui-inimigo do Batman. "Claramente parece um indivíduo desequilibrado", acrescentou.

Apesar disso, ainda não foi revelada a motivação de Holmes, que não tinha antecedentes criminais e comparecerá a um tribunal na segunda-feira.

Mike Freidman, um morador de Columbine, comentou que sua filha estudava na escola quando ocorreram os ataques há 13 anos.

"Os meninos de Columbine pelo menos tinham uma razão para aquilo, mas este outro indivíduo não parece ter motivo algum", disse.

Veja imagens de algumas vítimas do massacre :


* As informações são da AFP

    Leia tudo sobre: ataque em AuroraObamamassacre em Aurora

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG