Renúncia foi anunciada por ministro da Saúde depois de reunião com primeiro-ministro; novo gabinete deve tomar posse ainda nesta segunda-feira

O gabinete ministerial do Peru apresentou nesta segunda-feira sua renúncia ao presidente Ollanta Humala, informou o ministro da Saúde, Alberto Tejada. Segundo ele, está prevista para as próximas horas a posse dos novos integrantes do Executivo.

"Todos os ministros pusemos nossos cargos à disposição do presidente da República. (Estamos) satisfeitos, conformados e fazendo essa mudança de gabinete, que é comum nesta época do ano, com a sensação do dever cumprido", afirmou Tejada à emissora Rádio Programas del Perú (RPP) depois de uma reunião dos integrantes da equipe ministerial com o primeiro-ministro Oscar Valdés.

Ao ser consultado sobre quais ministros permanecerão em seus cargos, Tejada destacou que apenas Humala sabia dessa informação. "O presidente decidirá quem continuará no gabinete", disse.

"Hoje apresentaram todas suas cartas de renúncia, o presidente verá quem continua", afirmou. Segundo Tejada, a cerimônia de ocorre ainda nesta segunda-feira no Palácio de Governo, embora uma fonte de imprensa do Executivo não tenha confirmado a convocação.

Valdés dirigiu o segundo gabinete do governo de Humala que completou no sábado seu primeiro ano de governo, que termina em 2016.

*Com EFE e AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.