Segundo Departamento de Defesa dos EUA, medida histórica é uma exceção para a Parada do Orgulho Gay de San Diego, prevista para sábado

O Pentágono anunciou nesta quinta-feira que permitirá que seus membros marchem uniformizados na parada gay, pela primeira vez na história americana.

EUA: Senado aprova revogação contra gays no Exército americano

Duas militares da Marinha americana se beijam na Parada do Orgulho Gay de San Diego de 2011
AP
Duas militares da Marinha americana se beijam na Parada do Orgulho Gay de San Diego de 2011

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos emitiu uma diretiva militar para dizer que estava fazendo uma exceção à sua política, que costuma vetar que militares marchem de uniforme em desfiles públicos.

A exceção foi feita para a Parada do Orgulho Gay de San Diego, que ocorrerá no sábado.

O Departamento de Defesa disse ainda que estava abrindo uma exceção porque organizadores do evento de San Diego convidaram membros do serviço militar dos EUA para particpar de uniforme, e a história estava atraindo atenção de todo o país.

A permissão, enfatizou o Pentágono, é apenas para a Parada deste ano de San Diego e não se estenderá depois disso.

Os organizadores da Parada do Orgulho Gay de San Diego deram boas-vindas à novidade.

“A Parada de San Diego está honrada em ter o privilégio de celebrar nosso país e nossos membros do serviço militar com dignidade e respeito”, disse o diretor executivo do evento Dwayne Crenshaw. “A luta pela igualdade não terminou e não é fácil, mas a permissão é um salto gigante na direção certa.”

*Com AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.