Bolívia denuncia 'pressão' do Brasil por salvo-conduto de senador opositor

Roger Pinto Molina está na Embaixada do Brasil em La Paz desde 28 de maio, quando pediu asilo político alegando sofrer perseguição política e correr risco de vida

EFE |

EFE

O governo da Bolívia acusou nesta quinta-feira o embaixador brasileiro no país, Marcel Biato, de fazer "pressões" para que entregue um salvo-conduto ao senador opositor Roger Pinto Molina , refugiado desde maio na sede diplomática do Brasil em La Paz .

La Paz:  Sem salvo-conduto, senador completa 50 dias em Embaixada do Brasil

"Deploramos as declarações do embaixador do Brasil na Bolívia", disse a ministra de Comunicação boliviana, Amanda Dávila, segundo a agência de notícias estatal ABI, acrescentando que Biato pressiona "através da imprensa, ao contrário das normas diplomáticas vigentes".

O Brasil já concedeu asilo ao parlamentar, mas o governo de Evo Morales se nega a lhe dar um salvo-conduto para que deixe a Bolívia, com o argumento de que tem ainda pendentes vários processos judiciais por acusação de corrupção, todos abertos por denúncias do governo.

O senador, refugiado na embaixada brasileira desde o dia 28 de maio, alega que é vítima de "perseguição política" por acusar Morales de corrupção e conivência com o narcotráfico.

Desatino: Bolívia critica asilo político concedido por Brasil a opositor

"Enviamos todos os antecedentes para que as autoridades (do Brasil) comprovem que tomaram uma decisão acelerada para outorgar o asilo político sem ter conhecimento sobre processos judiciais que neste momento tem o senhor Roger Pinto na justiça", disse Dávila.

A ministra assegurou que o governo brasileiro ignorou a convenção internacional sobre asilo político ao concedê-lo a Pinto.

Desde que Morales chegou ao poder, em 2006, dezenas de dirigentes de oposição buscaram refúgio no Brasil, Paraguai, Estados Unidos, Peru e Espanha, entre outros países, após acusar o governo de perseguição política e argumentar que não terão um julgamento justo na Bolívia.

    Leia tudo sobre: bolíviabrasilsenadorroger pintoasilo políticoevodilma rousseff

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG