Coreia do Norte nomeia novo chefe militar do país

Hyon Yong-chol substitui Ri Yong-ho, afastado inesperadamente do posto; agência estatal alegou problemas de saúde

iG São Paulo | - Atualizada às

A Coreia do Norte nomeou nesta terça-feira (noite de segunda-feira no Brasil) Hyon Yong-chol como o novo chefe militar do país. Segundo a agência de notícias KCNA, Hyon substitui Ri Yong-ho , afastado inesperadamente da chefia militar do país, em um sinal de que o jovem governante Kim Jong-un busca reforçar seu controle sobre o misterioso Estado.

Possível expurgo:  Coreia do Norte afasta chefe militar

AP
Líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un (D), é visto com vice-presidente da Comissão Militar Central, Choe Ryong Hae (C) e o chefe de gabinete militar, Ri Yong Ho

A KCNA havia informado que o vice-marechal Ri, considerado muito próximo do ex-líder Kim Jong-il  (morto em dezembro), foi afastado de todos os seus cargos no Partido dos Trabalhadores da Coreia (comunista), inclusive da sua poderosa posição como chefe do Estado-Maior Conjunto.

Disney norte-coreana: EUA criticam show com o Mickey na Coreia do Norte

A agência disse que o afastamento se deveu a razões de saúde - justificativa habitual quando há demissões no alto escalão do regime. Os arquivos do governo sul-coreano indicam que Ri tem 70 anos.

Ri não demonstrava sinais de saúde abalada quando foi visto há uma semana na companhia de Kim e de outros militares visitando um memorial em homenagem ao fundador do regime e avô do atual governante, Kim Il-sung, em Pyongyang.

Não ficou claro, no entanto, se Hyon ocupará o posto de chefe do Estado-Maior, cargo que era de Ri.

A mudança foi anunciada pela Comissão Militar Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia e pela Comissão de Defesa Nacional da Coreia do Norte, ressaltou a agência. 

Personagem-chave

Ri é considerado um dos personagens-chave que apoiaram o jovem líder no período de transição do poder na Coreia do Norte. Ele foi um dos sete dirigentes superiores do partido que acompanharam Kim Jong-un ao lado do carro fúnebre de seu pai. Kim, que tem menos de 30 anos, ascendeu ao poder em dezembro, após a morte do seu pai, Kim Jong-il .

Ri havia sido também vice-presidente da poderosa Comissão Militar Central e ocupou cargos superiores no Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte.

*Com BBC

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG